Sobre a ITCP

Quem somos

A ITCP

A Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP/Unicamp) é um programa de Extensão da Unicamp, criado junto à Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec) em 2001 no Campus Campinas. Em 2013 é criada a ITCP do Campus Limeira. Ambas desenvolvem ações de Educação Popular a partir da formação e apoio a grupos populares como cooperativas, associações e grupos informais.

Desde então, as incubadoras já executaram 32 projetos com a participação de 200 educadores(as) bolsistas e 700 alunos(as) dos cursos de extensão oferecidos ao longo desses 15 anos. Além disso, já incubou 31 grupos populares, assessorando diretamente cerca de 850 pessoas.

A ITCP/Unicamp está estruturada de maneira a aproximar o estudo e a pesquisa realizados nas mais diversas áreas do conhecimento ao trabalho com os grupos populares. Essa aproximação tem a finalidade de produzir um saber válido para a transformação da realidade desses empreendimentos.

A Metodologia

A metodologia da ITCP Unicamp está fundamentada na ação de Equipes de Incubação, que são formadas por estudantes de graduação e pós-graduação. A equipe de incubação trabalha diretamente com os grupos incubados e é formada por uma combinação das áreas do conhecimento que compõem a incubadora. Todo(a) educador(a) da incubadora está inserido(a) em uma equipe de incubação, na qual exerce sua prática, e em um grupo de estudo, no qual busca referenciais teórico-metodológicos para fundamentar (e modificar) sua prática. Assim, temos grupos de estudo e pesquisa disciplinares que se articulam na incubação em um processo interdisciplinar, formando as equipes de incubação. Isso nos conduz a uma prática registrada, refletida e transformada pela teoria; e a uma teoria “alimentada” e reprojetada pela prática.

A incubação é o período durante o qual as equipes de educadores(as) acompanham os grupos que querem se tornar cooperativas, associações etc, deslocando-se aos locais de funcionamento desses grupos. O processo de incubação é subdivido em três etapas: pré-incubação, incubação e desincubação. Na primeira etapa, acontece o estudo da realidade do grupo a ser incubado à luz de diagnósticos e questões específicas de cada uma das sete áreas de conhecimento da Incubadora. É o momento de conhecer a realidade do grupo, sua história, e estabelecer os primeiros laços entre este e a equipe de incubação. Ele é de extrema importância para que a incubação consiga dialogar com a realidade concreta de cada grupo. Esse diagnóstico é direcionado pelos Grupos de Estudo e Pesquisa em Economia Solidária (GEPES) e elaborado a partir da observação dos(as) educadores(as), e também de oficinas e debates com os grupos, buscando levantar os problemas, necessidades, pontos fortes e temas geradores para o trabalho. A partir desse estudo, é projetado, em conjunto com os(as) trabalhadores(as), um Plano de Incubação para cada grupo. O planejamento organiza o trabalho da equipe com os grupos populares, mas também contempla outras atividades que a equipe realiza, relacionadas a atividades de ensino e pesquisa e de organização interna da ITCP.

Objetivos

A ITCP/Unicamp incuba grupos populares (cooperativas, associações e grupos informais) orientados para a geração de trabalho e renda. Ao fazê-lo, busca atuar na produção de conhecimento e na formação conectados com os princípios da autogestão, da solidariedade e da educação popular. Seus objetivos são:

  • Realizar a incubação de grupos populares;
  • Articular o conhecimento acadêmico e o conhecimento popular na busca por um saber válido para grupos populares e a serviço da transformação social;
  • Promover processos permanentes de formação da comunidade universitária e não universitária;
  • Promover o desenvolvimento de projetos de pesquisa a partir da extensão.