Grupos Incubados

Mais de 30 grupos populares incubados

Já foram incubados 31 grupos populares atingindo cerca de 850 pessoas diretamente atendidas. Esses grupos (cooperativas, associações e grupos informais) têm como atividade econômica, majoritariamente, a coleta e triagem de resíduos sólidos para reciclagem e a produção de alimentos e produção agrícola. Também foram incubados grupos de artesanato, construção civil, profissionais do sexo, costura, finanças solidárias, etc. Atualmente são incubados:

Cooperativa de Materiais Recicláveis Santa Genebra

A Cooperativa Santa Genebra surgiu da iniciativa de um grupo de moradores do bairro de mesmo nome, localizado próximo a Rodovia Dom Pedro e constituído de pouco comércio e muitas indústrias. Iniciou seus trabalhos em 2002 com a instalação dos cooperados em um terreno destinado à formação de horta comunitária, no próprio bairro, que estava sob responsabilidade da cooperada Laurides, que o cedeu voluntariamente. No mesmo ano, a Cooperativa passou a fazer parte do Programa Municipal de Geração de Trabalho e Renda. Os cooperados são, em sua maioria, mulheres de baixa renda e com filhos, que encontraram na cooperativa a possibilidade de acesso ao mercado de trabalho. A Cooperativa de Materiais Recicláveis Santa Genebra trabalha há mais de 15 anos na revalorização de materiais recicláveis, operando na triagem.

Grupo de Consumo Responsável Elizabeth Teixeira

O pré-assentamento rural “Elizabeth Teixeira” tem seu início em 2007 e está localizado dentro da área denominada Horto Florestal Tatu em Limeira-SP, na região metropolitana de Campinas, à beira do km 138 da Rodovia Anhanguera (SP 330), um dos principais eixos rodoviários do estado de São Paulo. O Horto Florestal Tatu está situado em terras de âmbito federal, remanescentes da Ferrovia Paulista (Fepasa). Atualmente abriga cerca de 100 famílias agricultoras que apresentam produção agrícola diversificada. A partir da mobilização de famílias para discutir aspectos da produção coletiva como comercialização, crédito, cooperativa e associação, surgiu em setembro de 2016 o Grupo de Consumo Responsável, que é um canal curto de escoamento da produção coletiva promovendo benefício mútuo entre produtores e consumidores.