Grupos de Estudo

Grupos de Estudo e Pesquisa em Economia Solidária

A cada projeto, são formados Grupos de Estudo e Pesquisa em Economia Solidária (GEPES) adequados à atuação proposta. Nos grupos há aprofundamento teórico metodológico para atuação das equipes. Historicamente os grupos de estudos são de Produção e Tecnologia; Relações de Gênero; Saúde do Trabalhador; Dinâmica das Relações Humanas; Comunicação e Artes; Processos Pedagógicos; Planejamento Econômico; e Quilombinho (com estudos de questões raciais).

Atualmente, a ITCP/Unicamp conta com três GEPES: Tecnologia e Planejamento Econômico, Educação Popular e Autogestão.

Tecnologia e Planejamento Econômico

Nesse grupo de estudos existem duas frentes teóricas. Na primeira, estuda-se temas relacionados à Tecnologia Social, Adequação Sociotécnica, considerando tanto as abordagens teóricas sobre a questão, quando experiências práticas. Na segunda, procura-se aprofundar os conhecimentos sobre um Planejamento Econômico que seja aderente aos conceitos de Economia Solidária e Economia Feminista.

Educação Popular e Autogestão

O Grupo de Estudos em Educação Popular centra seus estudos em autores e metodologias que têm uma proposta educativa coerente com os princípios da auto-organização dos educandos e educandas, com o princípio da dialogicidade, da autogestão, para a construção de uma metodologia coerente para o processo de incubação. Por isso o grupo visa concretizar a prática de planejamento coletivo da equipe, equipe/cooperativa; concretizar a prática de avaliação coletiva da equipe, equipe/cooperativa e construir a educação popular e a autogestão durante processo de trabalho.

Autogestão

Esse Grupo de Estudo se preocupa em aprofundar-se metodologica e teoricamente nas teorias recentes sobre autogestão, considerando as formas históricas de autogestão, como experiências quilombolas e de organização de trabalhadores, bem como as cooperativas de trabalhadores, que surgem a partir da década de 1990, como alternativa ao capitalismo e suas formas de opressão tradicionais. Por ser também um princípio da ITCP e dos grupos incubados, a equipe se preocupa em discutir e buscar soluções para questões que comprometam e envolvam nosso trabalho.