Linha do tempo – nosso lugar na história

Objetivos

- Fortalecer a identidade do grupo;

- Resgatar a história do empreendimento;

- Relacionar fatos históricos com a história do empreendimento;

- Contribuir para a consciência de sujeito histórico de trabalhadores(as).

 

Duração

2 horas

 

Material Necessário

– papel pardo;
– pincéis atômicos;
– fotos do empreendimento;
– imagens relacionadas ao trabalho do empreendimento.

 

Introdução

Essa oficina é um importante instrumento da Educação Popular na medida em que possibilita que a história de vida dos(as) trabalhadores(as) dialogue com a história oficial, podendo contribuir para consciência do fazer histórico da classe trabalhadora. A intenção é mostrar que cada um tem uma história singular, mas que é semelhante à história de muitas outras pessoas e que essas histórias de vida fazem parte de uma história maior, que é a história do país em que vivem, mostrando que os fatores que levam determinadas pessoas a uma situação de pobreza ou desemprego não são conseqüências, apenas, de sua história de vida, mas de um contexto mais amplo, político, social e econômico.

Para se aproximar desse desafio, a equipe de incubação deve se preparar para essa atividade. Deve resgatar a história da região em que o empreendimento está inserido bem como fatos importantes da recente história da Economia Solidária e saber relacioná-los com outros fatos socioeconômicos marcantes da história do Brasil (mecanização do campo, êxodo rural, industrialização, desemprego, surgimento dos centros urbanos, arrocho populacional das grandes cidades, desemprego, aumento dos(as) trabalhadores(as) informais, empreendimentos como alternativa de trabalho a uma população sem alternativa de emprego/trabalho), que, de certa forma, associem-se com a história de vida dos(as) trabalhadores(as). A partir desse estudo prévio a equipe de incubação poderá propor um recorte temporal, bem como elencar alguns elementos–chave a serem observados ao longo da história do empreendimento como, por exemplo, a variação das retiradas, variação do número de trabalhadores(as). Em geral a rememoração coletiva da história do empreendimento acontece de forma desordenada, fala quem sente vontade, por isso, a equipe de incubação deverá estar atenta em relação a quem aparecerá como porta-voz da história do grupo e se existem divergências em relação a esta (todos relatam? Mulheres relatam? Somente lideranças se pronunciam? E os idosos?).

 

Descrição/roteiro da atividade

Etapa 1

Afixar um cartaz com a linha do tempo (em branco) com recorte temporal na parede e apresentar a proposta ao empreendimento bem como alguns elementos-chave que devem aparecer nos relatos de cada período. Em alguns empreendimentos foi utilizada a expressão ”túnel do tempo” para explicitar a intenção da atividade. Os elementos-chave podem ser representados por figuras.

Perguntar pelo ano de fundação do empreendimento e registrar.

Etapa 2

Perguntar pelas condições que possibilitaram a fundação. Como o grupo se formou? Quem já estava no grupo? Onde essas pessoas trabalhavam antes? O grupo obteve apoio externo? Se possível, relacionar esses elementos com fatos da história recente. Fotos, reportagens e outros registros podem ser fixados na linha do tempo ou podem ser utilizados como disparadores de memória (depende do planejamento prévio da equipe de incubação).

Etapa 3

Avançar da mesma forma na construção da linha do tempo relacionando histórias de vida, história do empreendimento e fatos da história recente. Essa atividade é complementar à oficina “Cooperativismo e a minha história”.

 

Encerramento

Ao final, trabalhadores(as) poderão se manifestar sobre o significado da atividade. A equipe de incubação também poderá se manifestar em relação ao aprendizado adquirido com as histórias de vida e do empreendimento. É interessante que a linha do tempo permaneça exposta no empreendimento por algum tempo, pois poderá ser utilizada em oficinas futuras ou complementada.

 

Anexos

 exemplo de linha do tempo

Figura: Exemplo de Linha do Tempo